luciana_oliveira_capa

Luciana Oliveira (2013 – Pura)

luciana_oliveira_capaNascida em Brasília, Luciana Oliveira iniciou sua carreira musical, cantando com a banda de reggae e Ska Mal de Família e em 2000 estreou o espetáculo cênico-musical Cântico Negro.

Em 2006, passou a integrar a banda Natiruts, acompanhando o grupo em turnês pelo Brasil e pela Europa. Também participou dos CDs e DVDs Natiruts Reggae Power e Raçaman.

Em 2008, lançou seu primeiro álbum solo – O verde do Mar. Produzido por João Ferreira o álbum traz uma harmoniosa mistura de samba, ijexá e funk, em regravações de João Doanto, Jackson do Pandeiro, músicas de novos compositores e de autoria de Luciana Oliveira.

Vivendo em São Paulo desde 2009, Luciana se apresentou em casas de destaque como SESC Pinheiros, SESC Vila Mariana, Sesi e Centro Cultural Rio Verde. Foi ainda idealizadora do Vozes do Atlântico, projeto que reúne cantoras brasileiras e africanas, com patrocínio da Caixa Cultural.

Dentre as parcerias da cantora, destacam-se gravações com Mad Professor – ícone do Dub, no lendário estúdio Ariwa, em Londres –, com o rapper Gog e o com o flautista Altamiro Carrilho.

Em 2012, lançou seu primeiro clipe, Flor e Flora em 2013  finalizou seu segundo álbum, Pura, com produção musical de Alê Siqueira, considerado um dos maiores produtores da atualidade. O disco traz músicas de sua autoria junto a compositores da nova geração e conta com a participação especial da cantora Elza Soares.

A cantora ainda integra a banda de Guilherme Arantes, acompanhando o pianista, cantor e compositor na turnê de seu novo álbum.

“Ela é uma das raríssimas cantoras que conseguiram encontrar uma harmonia perfeita entre funk, afrobeat, sambas de roda e afoxés. Seu disco é tremendamente cativante em sua riqueza e simplicidade harmônica, melódica e rítmica. Isto sim é a verdadeira “música negra brasileira”

Régis Tadeu, yahoo.com

Dáumload

Thiago França_Malaguetas, Perus-e-Bacanaço-01

Thiago França (2013 – Malagueta, Perus e Bacanaço)

Thiago França_Malaguetas, Perus-e-Bacanaço-01

Inspirado no conto “Malagueta, Perus e Bacanaço” do livro homônimo do escritor João Antônio, o disco nasceu como homenagem aos 50 anos do lançamento. Entre causos, códigos e personagens, somos apresentados aos três malandros que vagam na noite paulistana pelos salões de sinuca em busca de jogo. Um relato tipicamente paulistano, cru, cinzento e pouco esperançoso, onde a cidade é pano de fundo e personagem da trama que envolve seus protagonistas.

Dáumload

T. Kaçula & Renato Dias - Samba Rural Urbano (2007).

T. Kaçula & Renato Dias – Samba Rural Urbano (2007)

T. Kaçula & Renato Dias - Samba Rural Urbano (2007).

 

Após um período de intensa pesquisa sobre as influências da cultura do interior paulista no samba de São Paulo, a dupla T. Kaçula & Renato Dias lança seu primeiro CD de inéditas Samba Rural Urbano, com participações de Toniquinho Batuqueiro e Marco Mattoli. T. Kaçula é um sambista paulistano conhecido por seu trabalho de pesquisa, valorização e preservação da cultura do samba, em especial a de São Paulo, ao lado do Projeto Cultural Samba Autêntico. Renato Dias, também paulistano, realiza outro grande trabalho de pesquisa, valorização e preservação há sete anos com o grupo Sinhô Preto Velho – o da cultura afro-indígena descendente. Imperdível!

Dáumload

Captura de tela 2014-02-18 14.13.28

Isaar (2014 – Todo Calor)

capa1 Isaar  está  de  volta!  E  passados  cinco  anos,  após  o  lançamento  do premiado  Copo de Espuma  (2009), desta vez a cantora e compositora vem carregada de ’toneladas’ de Recife em sua garganta. Todo Calor é um  álbum  que  configura  a  remanescente  do  manguebeat  e  ícone  da cultura  regional  pernambucana  como  uma  artista  universal  e  cidadã urbana,  numa  cidade  cosmopolita  e  caótica. Isaar tem como seu estandarte a poesia e num conjunto de onze cancões executadas impecavelmente pelos músicos Gabriel Melo (Guitarra), Rama Om (baixo), Do Jarro (bateria) e Deco do Trombone, o bloco está pronto para  desfilar  com  um enredo que  transita do amor  ao  desapego.

Dáumload

O Brasil que o Brasil não conhece!