Arquivo da Categoria: Barro

Barro (2016 – Miocárdio)

O primeiro álbum solo de Barro é uma boa surpresa para a música brasileira. A estética empregada mostra uma elegância pouco vista. Um jogo linguístico se instala nas canções. As transições entre o português e as línguas (francês, espanhol, inglês e italiano) que inundam o disco, é um dos pontos. O que mais chama a atenção é como o sotaque pernambucano é uma parte essencial dentro desse trabalho, como se não pudesse ter vindo de outro lugar. Não só pela valorização e beleza. Em “Poliamor” isso fica claro. Quando ouvimos a estrofe final vemos como a diferença entre “Pode a vida” e “Poliamor” é tênue. Não só na língua, ou no sotaque, mas na vida.

Dáumload