Arquivo da Categoria: Júlio Morais

Júlio Morais (2013 – Júlio Morais)

Capa-Julio-Morais
Dentro de uma sempre nova diversidade, Recife vem se consolidando a cada momento como celeiro para novos artistas e novas reflexões. A arte nos limites dessa cidade transpõe as barreiras e ganha ares de universalidade. Expandir os pensamentos para todos os caminhos é possivelmente o perfil de uma geração, que sente o desejo de alcançar outros olhares, compartilhando referências.
Júlio Morais desponta no cenário musical como um dos representantes da nova MPB feita na capital pernambucana. Imprimindo seu próprio estilo, bebeu nas influências de artistas consagrados como Nelson Gonçalves, Roberto Carlos, Carlos Lyra, Herbert Vianna, Moska. Com sua voz de timbre suave, traz em suas canções atmosferas cheias de leveza aliando ritmo e poesia. Além do seu trabalho solo, o cantor e compositor Júlio Morais, também vem sendo reconhecido por suas trilhas sonoras para espetáculos de dança e teatro.
Cantor e compositor recifense, Júlio Morais, acompanhado por músicos de grande talento e sensibilidade, traz repertório evidenciando composições autorais e parcerias. Ressalta no palco, a partir de sua performance em cena, o registro delicado dos arranjos e das dinâmicas de execução dos instrumentistas no corpo de cada canção. Essa tem sido uma constância em seu trabalho.
Seus shows nunca são a simples transposição das músicas do disco para o palco, possuem outra carpintaria musical: a pulsão do AO VIVO. Diferencia-se dos climas conseguidos em estúdio por um entendimento caloroso no momento de encontro com o público, contando com os violões do próprio Júlio Morais, com uma afinada banda que o acompanha e participações mais que especiais. “Gosto de dividir o palco com outros músicos que admiro e que me ajudam a somar para ter no final um resultado que vá além do que sou sozinho” (Declara Júlio).
Na voz de Júlio Morais reforçam-se os tons de uma reflexão musical contemporânea sobre o certo e velho sentimento amoroso, sem falsas desmedidas. Esse tem sido o mote dos enredos que tece. O trabalho de Júlio morais é uma confidência ao pé do ouvido e um maravilhoso registro de outros novos tons para a música pernambucana atual.

Dáumload