Arquivo da Categoria: Nino Navarro

Nino Navarro (2013 – Guanabara City)

Nino_Navarro_1400_1400

Guanabara City é o segundo álbum solo de Nino Navarro e traz o  dobro do número de faixas (12 no total) do seu EP de estreia, “Nino Navarro”, de 2012. Gravado novamente no Tomba Estúdio, em Niterói, com a produção de Bruno Marcus (Gilber T, De Leve, Big Trep, Tomba Orquestra, etc.), e com praticamente a mesma banda que o acompanhou no trabalho anterior (formada por Leon Navarro, Gil Navarro, Gilber-T, Amin Boumaroun, entre outros), trata-se de um álbum mais completo e ainda mais variado do que o seu primeiro trabalho solo.

As referências que o acompanham desde a sua antiga banda, a Objetos Quebrados, de nomes como Sonic Youth, Velvet Underground e Television, continuam e estão presentes já na faixa que abre “Guanabara City”, tal como a proposta de escrever letras em português e em inglês (das 12, quatro são em língua estrangeira). No entanto, se já com a banda o músico/compositor procurava digerir a música de fora para criar uma identidade, antes de tudo, brasileira (até pela predominância, durante todo esse percurso, de letras em português), isso se mostra ainda mais evidente em Guanabara City.

A faixa de abertura, com um arranjo que traz MPC e violinos, mistura bossa nova com Lou Reed e Caetano Veloso, duas influências declaradas do autor. É nesse diálogo entre a música brasileira e a de fora que o álbum se desenrola: Queens Of The Stone Age e o manguebeat na pesada “Antônio Biá” (faixa 3);  Portishead e Arnaldo Antunes em “Hotel Madrid” (faixa 5); Velvet Underground e Walter Franco em “Au Au Pra Lua” (faixa 7); Chico Buarque e Arcade Fire na carnavalesca “Que Me Chama Que Eu Vou” (faixa 8); entre outros.

A variedade de estilos traça um elo coerente com o CD anterior, conferindo uma pluralidade que marca o trabalho. Guanabara City traz, também, parcerias, que dessa vez aparecem em três faixas, as já citadas “Antônio Biá” (trecho musicado de poema de Roberto Bozzetti), “Au Au Pra Lua” (música de Fátima Lannes e letra de Roberto Bozzetti) e “Que Me Chama Que Eu Vou” (letra de Marcelo Diniz). Todas as outras faixas são de autoria de Nino Navarro.

 Dáumload