Arquivo da Categoria: Pinduca

Pinduca (2016 – No Embado do Pinduca)

Em 1974, a cantora carioca Eliana Pittman fez sucesso em todo o Brasil com gravação do carimbó Sinhá pureza. Pittman reverberou para todo o país o tema que o público do Norte do Brasil conhecia na voz do autor, Pinduca, nome artístico do cantor e compositor paraense Aurino Quirino Gonçalves.

Aos 79 anos, completados em junho deste ano de 2016, Pinduca reinou na região natal com carimbós, sirimbós e lambadas ao longo da década de 1970. Por isso soa natural que a obra do artista seja reciclada no álbum No embalo do Pinduca (Na Music / Natura Musical), lançado neste mês de julho, no rastro da revitalização da cena paraense. A ideia foi modernizar o som do cantor com o toque da produção de Manoel Cordeiro, feita sob a direção artística de Marcel Arêde.

Originalmente, o som de Pinduca já tinha vitalidade e pegada. Com 17 músicas alocadas em 13 faixas, No embalo do Pinduca apenas reapresenta a obra do artista com timbres mais contemporâneos. Músicas como A bailar comancheira (Pinduca, 1974), Dança do carimbó (Pinduca e Rui Guilherme, 1975) – regravada pela atenta Eliana Pittman em 1976 – e Marcha do vestibular (Pinduca e Lacram, 1979) ganham registros calorosos no disco.

Filho do guitarrista Manoel Cordeiro, o também guitarrista Felipe Cordeiro toca em Pai Xangô (Pinduca e Alberto Rola, 1974). Antenado com os tempos politicamente corretos de hoje, Pinduca altera verso de O rico e o pobre (Pinduca, 1980), cantando “a mulher manda nos dez” em vez do original “a mulher engana os dez”. O rei do carimbó quer voltar ao trono com o aval do público feminino e com o som atual deste 36º álbum de discografia que merecia ser reeditada.

Dáumload